Palavra do Pároco

EIS O TEMPO DE CONVERSÃO

 

Queridos irmãos e irmãs. Estamos iniciando a quaresma, período em que em somos convidados e convidadas a viver o verdadeiro tempo para a nossa purificação e conversão. Neste tempo somos orientados a viver o jejum, a oração e a caridade. No entanto, somos advertidos no texto que abre este período quaresmal de que não devemos viver as orientações do jejum, da oração e da caridade de forma aparente (Mt 6, 1-6.16-18).


Este texto está no contexto do Sermão da Montanha, o coração da mensagem de Jesus. Porém, ninguém pode ser reconhecido como discípulo de Jesus porque notificou uma grande doação ou porque foi visto dando de comer a um pobre. Suas boas obras importam ao Pai, e somente por Ele precisam ser reconhecidas. É, contudo, pelos sinais gerados por essas obras silenciosas que o Reino de Deus cresce, porque o amor é a marca do discípulo.


Assim, o verdadeiro discípulo não deve procurar recompensas como fazem os hipócritas, ainda que ela nos pareça adequada e suficiente às nossas necessidades e desejos momentâneos. Eis o desafio de Jesus: preferir a recompensa silenciosa e escatológica do Pai. Tal recompensa acontecerá sem que ninguém veja. Talvez passe despercebida mesmo a nós! Talvez guardada até o dia da nossa ressurreição.


Em dias nos quais a Campanha da Fraternidade é colocada em evidência, deve-se colocar também a espiritualidade que é própria da Quaresma. Devemos viver um grande retiro espiritual que nos propõe uma revisão de vida e preparação para a Páscoa do Senhor. A CF visa oferecer uma possibilidade prática aos exercícios quaresmais. Deste modo, a ligação da espiritualidade quaresmal e a CF é fundamental para olhar a necessidade do outro como caminho de conversão.


A Campanha da Fraternidade 2019, portanto, que chamar atenção para a responsabilidade de cada um de nós no direcionamento de Políticas Públicas que promovam a libertação de todos, extingam os aprisionamentos cotidianos e frequentes, eliminem as injustiças e colaborem para que o Reino de Deus se realize.


Que a ressurreição do Senhor nos anime para atravessar a Quaresma rumo a nossa própria ressurreição. Amém!   

 

 

Com as bêçãos divinas,

Pe. Ricardo Barbosa.

Estamos iniciando a quaresma, período em que em somos convidados a viver o verdadeiro tempo para a nossa purificação e conversão.
Segunda, 19h e Sexta-feira, às 08h.
Quarta-feira (missa da graça), às 19h.
Domingo, às 6h30m, 8h e 19h.
Copyright 2011-2013 © Paróquia São Francsico de Assis, Nova Iguaçu/RJ - Todos os direitos reservados