Palavra do Pároco

Alegrei-me, quando me disseram:

“Vamos à casa do Senhor!”

 

 

Assim se inicia o Salmo 122 (121). Este canta a alegria dos peregrinos na reta final da peregrinação ao avistarem a Cidade de Jerusalém e o Templo. Este também deve ser o nosso sentimento ao podermos retornar a participar presencialmente das missas. No entanto, é importante seguirmos as normas de prevenção para não nos contaminarmos com o vírus e nem contaminar a quem amamos. É responsabilidade de todos cuidar e respeitar para que as normas preventivas sejam observadas.


As comunidades vêm se esforçando para que o ambiente litúrgico seja o mais seguro possível. Mas, de quem é a comunidade? Quem tem a responsabilidade para que as orientações das autoridades sejam colocadas em vigor? Todos! Sim, somos nós os responsáveis para que esse momento seja de fato uma alegria de podermos retornar a casa comum e de podermos celebrar presencialmente a missa e a Eucaristia para qual converge toda ação sacramental e pastoral da Igreja.   


As orientações, já publicadas e afixada na entrada das nossas comunidades, fazem um forte apelo ao bom senso de todos e ao mesmo tempo nos envolvem na responsabilidade de cuidar, proteger e ajudar para que o vírus fique sob controle. Por isso devemos rezar como o salmista: “Os que confiam no Senhor são como o monte Sião, não será abalado, mas permanece para sempre” (Sl 125 (124), 1). A nossa confiança está no Senhor. Cada um e cada uma devem fazer a sua parte. Sabemos que se o Senhor não estiver conosco nada poderemos, pois o nosso auxilio está no nome do Senhor, que fez o céu e a terra. No texto sobre as tentações de Jesus, o diabo o provoca dizendo-lhe: “Se és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo!”. Jesus responde: “Não tentarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás!”.


Conforme observamos, ter confiança em Deus não significa se colocar em risco ou colocar os outros em risco, mas sermos precavidos. Por isso estamos atentos a todas as medidas de segurança para que as nossas comunidades estejam seguras para celebrarmos sempre a vida e proteger a saúde de todas e todos. Reiteramos as orientações aos idosos e aquelas que possuem alguma doença crônica para que permaneçam em casa. Estamos disponibilizando a transmissão das missas de domingo às 9 horas para que possam ser acompanhadas e na medida do possível levar a santa comunhão do corpo de cristo a esses nossos irmãos e irmãs. Contamos com a colaboração de todos e pedimos nesse momento a compreensão, o respeito e o carinho.


Aproveitamos para agradecer a todos que se disponibilizam a ajudar e peço a São Francisco de Assis, São José, São Cristóvão, Santa Paulina, São João Paulo II e a Nossa Senhora que intercedam por nós nesse momento e nos faça cada vez mais atentos a Palavra e a realidade e nos inspire palavras e ações para amenizar e confortar a todos.


 

 

Com as bêçãos divinas,

Pe. Ricardo Barbosa.

O Salmo 122 resume o nosso sentimento de voltar a participar presencialmente das missas...
Segunda, 19h e Sexta-feira, às 08h..
Quarta-feira (missa da graça), às 19h.
Domingo, às 6h30m, 8h e 19h.
Copyright 2011-2013 © Paróquia São Francsico de Assis, Nova Iguaçu/RJ - Todos os direitos reservados