Publicado em 02/12/2017


A Igreja e os Sacramentos - PARTE X

EUCARISTIA

 

 

Por: Diácono Sandoval

 

 

 

Missa = Comer o cordeiro juntos


Jesus “enviado de amor pelo Pai, levou até à loucura seu amor pelos homens”. Instituiu o sacramento da Eucaristia como uma REFEIÇÃO COMUNITÁRIA, onde os cristãos se reúnem para comer “juntos com irmãos” o CORDEIRO PASCAL. Esta reunião fraterna, na qual o Pão e o Vinho são oferecidos, consagrados, transformados e consumidos... chama-se SANTA MISSA.


A EUCARISTIA, como “sacrifício”, representa o ÚNICO SACRIFÍCIO, a ÚNICA MISSA de Cristo, Único e Eterno Sacerdote verdadeiro e único Cordeiro Pascal... comido pelo Povo de Deus ao longo de mais de vinte séculos (Ex. 12,11)


A MISSA, é então o sacrifício do Cordeiro cujo sangue é derramado em remissão dos pecados do mundo”. A Missa é a última Ceia renovada e repetida através dos tempos em todas as línguas, em todos os lugares, por todos os povos... em memória DELE, Missa é igual a “Memorial” da Morte e Ressurreição. “Fazei isto em memória de mim”. Em cada Missa Ele se torna novamente o nosso alimento, conferindo aos gestos e às palavras do Celebrante a sua GRAÇA, a sua PRESENÇA, a sai PERMANÊNCIA, Celebrar e participar da Missa é fazer de novo presente a Ceia Pascal de Jesus, que foi a ÚNICA MISSA.


A Eucaristia é o grande mistério da fé. Também é verdade o que afirma a Carta aos Hebreus (10, 10) “Somos santificados pela oferenda do Corpo de Cristo, REALIZADO UMA VEZ POR TODOS”. Portanto, a única MISSA é a consagração do pão e do vinho da ÚLTIMA CEIA, seguida da Paixão-Morte-Ressurreição.


EUCARISTIA = Sacrifício e Sacramento (Missa e Comunhão) = Refeição Fraterna, última Ceia repetida, Páscoa continuada, Loucura de Amor de Cristo sempre presente com sua Graça e sai Força, até o fim.


Mas isto só acontece pela presença e intercessão de uma pessoa, que Deus escolheu, preparou e enviou pelo mundo afora, para continuar a sua CEIA e a sua obra salvadora: o PRESBÍTERO.


Não se trata mais de sacrifícios de animais, mas de Amor. Deste Novo Sacerdócio participam todos os Batizados! “Vós sois a raça eleita, o sacerdócio real, a nação santa o povo propriedade de Deus ... Como pedras vivas, dedicai-vos a um sacerdócio santo oferecendo sacrifícios espirituais” (Pd. 2, 4).


Todos o Batizado participa do sacerdócio de Cristo.


- Transformando-se em “filho” pelos merecimentos do Filho Unigênito;
- Vivendo uma vida sobrenatural, pela participação aos sacramentos;
- Oferecendo sua vida, seu trabalho, sua família, sua cruz de cada dia;


O sacrifício de Cristo terminou com todos os “sacrifícios”. São Paulo, os Romanos diz (Rm 12, 1): “Exorto-vos a que ofereçais vossos corpos como hóstias vivas, santas e agradáveis a Deus: este será o vosso CULTO.


É por isso que todos os batizados devem sentir orgulho deste seu sacerdócio. Eles se tornam realmente “concelebrantes” em todos os Encontros Eucarísticos.


Mas, ao mesmo tempo, devem dar graças a Deus, por existir o Sacramento da ORDEM para o sacerdócio ministerial.

 

Estamos chegando a mais um fim de ano. Este, é o período no qual todos buscam uma avaliação de tudo o que foi realizado e o que se deixou de concluir.

Segunda e Sexta-feira, às 19h.
Quarta-feira (missa da graça), às 19h.
Domingo, às 6h30m, 8h e 19h.
Copyright 2011-2013 © Paróquia São Francsico de Assis, Nova Iguaçu/RJ - Todos os direitos reservados